Professor do DCC media painel sobre os fatores que tornam Minas Gerais atrativo para investimentos em startups

“Pesquisa, Inovação e Empreendedorismo: Minas Gerais como polo de investimento em startups” é tema de painel promovido pela UFMG e pelo Seed MG

Nesta quinta-feira, 29, às 17h, com transmissão pelo Youtube e inscrições gratuitas, a Formação Transversal de Empreendedorismo e Inovação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e o Seed – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development  promoverão o painel “Pesquisa, Inovação e Empreendedorismo: Minas Gerais como polo de investimento em startups”. O objetivo é fomentar a troca de experiências e informações entre a comunidade de pesquisa, inovação e empreendedorismo com especialistas do setor quanto aos fatores que tornam Minas Gerais atrativo para investimentos que visem o desenvolvimento de startups.

Estado com tradição em educação universitária de qualidade e bem conceituada, tendo, inclusive, a UFMG reconhecida internacionalmente como a melhor federal do Brasil, a terceira melhor instituição de ensino superior e a quinta melhor universidade da América Latina, segundo ranking elaborado pela publicação inglesa Times Higher Education (THE) – vinculada ao jornal The Times, Minas conta com 967 startups e 124 empresas de base tecnológica (Simi Database). Tal fato, aliado ao investimento e programas de fomento, torna Minas Gerais uma fonte de casos exitosos em tecnologia e inovação. Além disso, em Belo Horizonte, há a comunidade San Pedro Valley (SPV), com mais de 300 startups.

Segundo o superintendente de Inovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Pedro Emboava, o atual momento deixou mais evidente a importância da interação entre a academia, o mercado e o governo, onde as três esferas trabalharam em conjunto para o desenvolvimento e implementação de uma vacina para a COVID-19. “A parceria entre o Seed e a UFMG proporcionará aos alunos, especialmente aqueles das disciplinas da Formação Transversal em Empreendedorismo e Inovação, a oportunidade de vivenciarem o potencial dessa interação ao conviverem de maneira mais próximas com empreendedores de startups que tem o potencial de transformar o estado de Minas Gerais”, disse.