Tese do DCC recebe menção honrosa no Grande prêmio de Teses UFMG – 2021

Em cerimônia virtual ocorrida na quinta-feira, 28, conduzida pela pró-reitora adjunta de Pós-graduação, Silvia Alencar, que elogiou o nível dos trabalhos indicados, foram anunciados os agraciados e as teses reconhecidas com menção honrosa no Grande prêmio de Teses UFMG – 2021, que fez parte da programação da 30ª Semana do Conhecimento UFMG. “Além dos grandes vencedores em cada grande área, cada comissão decidiu recomendar duas menções honrosas por grupo, o que não nos surpreendeu, dada a qualidade dos trabalhos”, destacou a professora.

Ao todo, cinco trabalhos foram reconhecidos com menções honrosas e, no grupo das Ciências Exatas, Ciências da Terra e Engenharias, um dos premiados foi o Artur Lima Correia, autor da tese Partial least squares: a deep space Odyssey, defendida no Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação e orientada pelo professor William Robson Schwartz.

De acordo com o resumo da tese apresentada pelo autor, os modelos modernos de reconhecimento de padrões visuais são predominantemente baseados em redes convolucionais, uma vez que elas têm levado a uma série de avanços em diferentes tarefas. Tais modelos, entretanto, são computacionalmente custosos, dificultando a aplicabilidade em sistemas com recursos limitados. “Para lidar com esses problemas, avaliamos a efetividade das abordagens em várias arquiteturas convolucionais e tarefas supervisionadas de visão computacional, que incluem classificação de imagens, verificação de faces e reconhecimento de atividades. Nossas abordagens reduzem a sobrecarga de recursos computacionais das redes convolucionais e do PLS, promovendo modelos eficientes em termos de energia e hardware para cenários acadêmicos e industriais”, explicou Arthur.