Laboratório Synergia da UFMG desenvolve ferramenta inovadora para o Sebrae Minas

Totalmente digital e interativa, o PNBOX oferece diversas funcionalidades para os empreendedores que desejam construir seu Plano de Negócios

O PNBOX é uma plataforma com o objetivo de auxiliar empreendedores a se planejarem na criação de um negócio, ou, para aqueles que já possuem um negócio, a se organizarem. Desenvolvido pelo Laboratório Synergia do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (Synergia – DCC/UFMG), em parceria com o Sebrae Minas, o PNBOX entrou oficialmente em produção no segundo semestre de 2020. Desde então, a parceria entre as instituições se mantém para evolução e desenvolvimento de melhorias no sistema.

O PNBOX oferece ferramentas agrupadas por blocos distintos que auxiliam o empreendedor a pensar sobre aspectos de um negócio, como os perfis de clientes, a solução ofertada, as formas de oferecer essa solução e as finanças. A ferramenta é totalmente gratuita e pode ser acessada pelo site do pnbox/sebrae. O empreendedor pode acessar o PNBOX por meio de computador, smartphone ou tablet. É possível criar um número ilimitado de planos e acessá-los em diversos dispositivos, de onde estiver.

“O conceito por trás da ferramenta e da sua experiência de uso tem como inspiração o Tetris, já que o produto traz a possibilidade do usuário montar seu projeto de acordo com a necessidade. Ele traz a ideia de que o plano de negócios é uma grande caixa de ferramentas distribuídas entre blocos modulares, conceito que também explica a criação do nome e da logo. Na medida em que o usuário utiliza e completa esses blocos, ele vai construindo o seu negócio”, destaca o coordenador do Laboratório Synergia, professor Geraldo Robson Mateus. 

O PNBOX foi construído usando o Boilerplate do Synergia que é uma estrutura pré-definida, tendo como base o framework Meteor. Ele possibilita usar Javascript tanto no frontend quanto no backend . Outras tecnologias utilizadas foram: o React.Js para construção das telas; o Material-UI que é uma biblioteca de componentes; o JSPDF para geração de relatórios; para o banco de dados foi utilizado o Mongodb e, finalmente, em devops, o Docker.