Prof. Wagner Meira é entrevistado pela VejaBH em reportagem sobre grupos de pesquisa e patentes

Com mais de 800 grupos de pesquisa, a UFMG é a campeã de registros de patentes entre as federais do país

O Prof. Wagner Meira fala sobre projeto de pesquisa que estuda as redes sociais.

Sentimentos na web
Diga-me o que curte e eu direi quem você é. O comportamento dos usuários do Facebook, do Instagram e de outras redes sociais se transformou em objeto de pesquisa na UFMG. Financiados pelo Google, alunos e professores do Observatório da Web analisam comentários e compartilhamentos na internet e extraem desse grande volume de dados as informações necessárias para medir tendências nas eleições, ameaças à segurança em eventos do porte da Copa do Mundo e o risco de disseminação de doenças como a febre chikungunya. “Criamos uma plataforma que captura dados e produz um conhecimento que será útil para o planejamento de ações de governo e empresas”, explica o doutor em ciência da computação Wagner Meira Júnior.

Veja a reportagem completa no site da VejaBH