Clodoveu Davis


Bolsa de Produtividade CNPq: 2

Áreas de Pesquisa:
Sala: 6329
Ramal: 7534
clodoveu@dcc.ufmg.br

Página pessoal     Lattes    Google scholar 


Informações resumidas do Currículo Lattes

Currículo Lattes atualizado em 20/08/2021

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-7327-848X

Nome em citações bibliográficas: DAVIS JUNIOR, C. A.;Davis Jr., Clodoveu A.;DAVIS, CLODOVEU AUGUSTO;DAVIS, CLODOVEU A.;Davis Jr., Clodoveu;Davis Junior, Clodoveu;DAVIS JÚNIOR, CLODOVEU AUGUSTO


Formação acadêmica

Doutorado em Ciência da Computação na Universidade Federal de Minas Gerais em 2000
Mestrado em Ciência da Computação na Universidade Federal de Minas Gerais em 1992
Graduado em Engenharia Civil na Universidade Federal de Minas Gerais em 1985

Projetos de pesquisa em andamento

2020 a AtualPlataforma Brumadinho
A Plataforma Brumadinho UFMG é um instrumento de acesso aos dados relacionados aos processos judiciais que tramitam em decorrência do rompimento da barragem do complexo minerário Paraopebas, Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). Combinando o texto completo dos documentos legais a dados sobre a região afetada, produzidos pelos mais de 60 subprojetos do Projeto Brumadinho UFMG e pelas partes envolvidas nos processos judiciais, a Plataforma oferece recursos integrados para busca e visualização de informação, envolvendo aspectos temáticos, geográficos e temporais. Sínteses produzidas sobre cada documento legal, bem como descrições e resumos de outros tipos de conteúdo, facilitam a localização de elementos de interesse para qualquer público, incluindo profissionais do Direito, pesquisadores e cidadãos comuns. A articulação tecnológica entre ferramentas interativas visuais e recursos de busca permite uma leitura sistêmica e integrada sobre o rompimento da barragem e seus efeitos, apoiando a condução dos processos investigativos e decisórios pelo Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Belo Horizonte, e viabilizando iniciativas futuras no sentido da compreensão dos fatos sob múltiplos pontos de vista e da prevenção de desastres semelhantes.
Integrantes: Natacha Silva Araújo Rena (coordenador), Clodoveu Augusto Davis Junior.
2018 a AtualInformação geoespacial na Computação Urbana
A expressão Urban Computing (Computação Urbana) tem sido empregada para designar o processo de aquisição, integração e análise de grandes volumes de dados heterogêneos, produzidos por fontes variadas no espaço urbano. Essas fontes vão desde sensores ambientais até dados governamentais oficiais, passando pela contribuição direta do cidadão em processos de crowdsourcing ou contribuição voluntária. Os dados e informação produzidos são direcionados à compreensão e solução de problemas urbanos típicos das grandes cidades no Brasil e no mundo, tais como mobilidade urbana, segurança, saúde pública, poluição do ar e sonora, consumo de água e energia, e muitos outros. A preocupação é tripla: com a melhoria do ambiente urbano para convivência das pessoas, com a melhoria da qualidade de vida urbana, e com a melhoria nas condições de operação, pelas autoridades governamentais e concessionárias de serviços públicos, dos diversos sistemas que compõem a cidade. O objetivo mais amplo do presente projeto é estabelecer um ciclo qualificado para a coleta, integração e uso de informação geográfica em benefício da sociedade, promovendo a evolução do estado-da-arte em tópicos ao longo desse ciclo, tais como infraestruturas de dados espaciais, geocodificação, recuperação de informação geográfica, e visualização de dados geográficos. Os produtos da pesquisa nessa direção serão aplicados em problemas urbanos típicos, com ênfase no uso da localização geográfica como fator de integração de dados e comunicação de resultados. A aplicação prática e real dos conhecimentos desenvolvidos no presente projeto, que envolve a colaboração com pesquisadores das áreas com atuação no espaço urbano, será buscada através da implementação de protótipos e estudos de caso.
Integrantes: Clodoveu Augusto Davis Junior (coordenador).
2014 a AtualLocalização Geoespacial de Fontes de Informação na Web
A Web é uma fonte importante de conteúdo geográfico. A recente criação e disseminação de ferramentas de mapeamento online, globos virtuais, e outros tipos de serviços baseados em localização tem atraído muita atenção para a utilidade da informação relacionada a lugares para uma grande parcela dos usuários da Web em suas rotinas diárias, com grandes implicações comerciais, econômicas e sociais. Páginas da Web frequentemente contêm indicações de localização geoespacial sob a forma de nomes de lugares, endereços, códigos postais e números de telefone. As pessoas são capazes de reconhecer e utilizar essas referências para atribuir significado geográfico às páginas, como parte do tedioso e demorado processo de filtragem dos resultados fornecidos por máquinas de busca, tentando resolver suas demandas por informação. O reconhecimento automático de características geográficas contidas em páginas e documentos da Web ainda é uma tarefa difícil. O objetivo geral do presente projeto é investigar novas técnicas de geocodificação, i.e., técnicas para obter localizações geográficas a partir de descrições textuais associadas a lugares, visando melhorar a qualidade e a abrangência desses resultados no apoio a atividades de recuperação de informação geográfica na Web. O projeto propõe expandir os esforços desenvolvidos em projetos anteriores e na literatura, buscando novas estratégias e métodos que unifiquem diversas alternativas hoje conhecidas, algumas das quais propostas pelo grupo de pesquisa ao qual pertence a equipe do projeto, e com o apoio do OntoGazetteer, dicionário toponímico ontológico recentemente desenvolvido e atualmente em operação em nosso laboratório.
Integrantes: Clodoveu Augusto Davis Junior (coordenador), Pappa, Gisele L..
2014 a AtualGeodesign e Modelagem Paramétrica da Ocupação Territorial: novos recursos das geotecnologias para gestão da paisagem da Regional Pampulha, Belo Horizonte
O processo de Geodesign apresenta uma framework (estrutura de trabalho com etapas e processos metodológicos) composta por etapas de aplicação de modelos que visam a caracterização, análise, proposição, simulação e ajustes na tomada de decisões da ocupação do território. O processo é bastante flexível à adaptação para as aplicações dos modelos às realidades territoriais e culturais, pois é necessário projetar a paisagem de modo contextualizado às necessidades locais. A modelagem paramétrica da paisagem urbana é composta pela aplicação de geotecnologias para visualização e tomada de decisões sobre os envelopes máximos que delimitam as edificações no espaço urbano, a partir de parâmetros urbanísticos. É proposta a framework do Geodesign para gerenciar o processo de promoção da visualização e participação cidadã na tomada de decisões sobre a paisagem resultante na aplicação dos parâmetros reguladores, através de modelos de representação, processos, avaliação, mudança, impacto e, futuramente, de decisão. São discutidas e apresentados exemplos de aplicação de duas ferramentas de suporte ao à visualização e simulação da representação tridimensional, que passam pelas etapas de Planning Support Systems (PSS), Volunteered Geographic Information (VGI), Land Change Modeling (LCM) e Visualização (City Engine). É escolhido como estudo de caso de aplicação a região da Pampulha em Belo Horizonte, como exemplos do state-of-design que ilustra os conceitos discutidos como state-of-art, e traduzem realidades brasileiras que são protótipos das necessidades da gestão da paisagem urbana no país. Apoio CNPq: Processo 471089/2014-1 , Chamada MCTI/CNPQ/MEC/CAPES Nº 22/2014;.
Integrantes: Ana Clara Mourão Moura (coordenador), Clodoveu Augusto Davis Junior, Karla Albuquerque de Vasconcelos Borges, Junia Lúcio de Castro Borges, Piotr Jankowski, Michele Campagna, Braulio Magalhaes Fonseca, Rogerio Palhares Zschaber de Araujo, Grazielle Anjos Carvalho, Stefano Pensa, Camila Marques Zyngier, Karen Katleen Lourenço, Elena Massala, Lucas Vieira Magalhães.

Projetos de desenvolvimento em andamento

2020 a AtualPrograma Capacidades Analíticas do Ministério Público de Minas Gerais
O MPMG, por meio do Gabinete de Segurança e Inteligência, tem desenvolvido várias atividades no sentido de realizar, especialmente quando envolva grande volume de dados, a análise de dados e a produção de conhecimentos sobre políticas públicas, despesas públicas, indicadores sociais e investigações complexas, nas esferas cível e criminal. Neste sentido, tem sido desenvolvido o Programa Capacidades Analíticas, que se propõem a habilitar a realizar diagnósticos da despesa pública nos municípios mineiros de forma ágil e eficiente. Sob uma perspectiva tecnológica, o projeto vai construir e disponibilizar ferramentas digitais que irão agilizar a capacidade de análise e cruzamento de dados nas investigações. O Programa de Capacidades Analíticas do MPMG, em sua fase evolutiva, realizada em parceria com o Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (DCC-UFMG), tem como objetivo projetar, implementar e manter operacional uma plataforma de processamento massivo de dados baseada no software Apache Spark e outros do seu ecossistema.
Integrantes: Wagner Meira Junior (coordenador), Clodoveu Augusto Davis Junior, Alberto Henrique Frade Laender, Marcos André Gonçalves, Virgilio Augusto Fernandes Almeida, Renato A. C. Ferreira, Dorgival Guedes Neto, Raquel O. Prates, Gisele Lobo Pappa, Daniel Fernandes Macedo, Ana Paula Couto da Silva, Rodrygo Luis Teodoro Santos, Fabricio Benevenuto de Souza, Raquel Cardoso de Melo Minardi, Adriano Alonso Veloso, Jefersson Alex dos Santos, Anisio Lacerda, Gabriel de Morais Coutinho, George Luiz Medeiros Teodoro, Loic Cerf, Renato Vimieiro.
Veja todos os projetos no Currículo Lattes

Últimas publicações

Artigos em periódicos

Creation of a multimodal urban transportation network through spatial data integration from authoritative and crowdsourced data
2021. ISPRS International Journal of Geo-Information.
Traffic Congestion Analysis Based on a Web‐GIS and Data Mining of Traffic Events from Twitter
2021. SENSORS.
Optimization of Carsharing Fleet Size to Maximize the Number of Clients Served
2021. COMPUTERS ENVIRONMENT AND URBAN SYSTEMS.
Spatial analysis and data mining of urban trees
2020. Journal of Information and Data Management - JIDM.
A comparative study of optimization models in genetic programming-based rule extraction problems
2019. SOFT COMPUTING.
Multi-temporal transport network models for accessibility studies
2019. Transactions in GIS.
Challenges in Crowdsourcing to Enhance or Replace Official Sources
2018. DISEGNARECON - ATTI DEI SEMINARI.
Optimization of bus stops, new pick-up and drop-off locations for public transportation
2018. Journal of Information and Data Management - JIDM.
Cyber-human systems of thought and understanding
2018. JOURNAL OF THE ASSOCIATION FOR INFORMATION SCIENCE AND TECHNOLOGY.
ThemeRise: a theme-oriented framework for volunteered geographic information applications
2018. Open Geospatial Data, Software and Standards.
Reference Data Enhancement for Geographic Information Retrieval Using Linked Data
2017. Transactions in GIS.
A profile analysis of the top Brazilian Computer Science graduate programs
2017. SCIENTOMETRICS.
Analyzing traffic accidents based on the integration of official and crowdsourced data
2017. Journal of Information and Data Management - JIDM.
Geocoding of Spatial Relationships Contained in Tweets
2016. International Journal of Knowledge Society Research.
Enrichment of Geographic Information Based on Gazetteers:
2016. International Journal of Knowledge Society Research.
The Impact of Academic Mobility on the Quality of Graduate Programs
2016. D-Lib Magazine.
A survey on the geographic scope of textual documents
2016. Computers & Geosciences.
DengueME: A Tool for the Modeling and Simulation of Dengue Spatiotemporal Dynamics
2016. International Journal of Environmental Research and Public Health.
A study on the use of crowdsourced information for urban decision-making
2016. RBC. REVISTA BRASILEIRA DE CARTOGRAFIA (ONLINE).
Beyond SDI: Integrating Science and Communities to Create Environmental Policies for the Sustainability of the Amazon
2009. International Journal of Spatial Data Infrastructures Research.
Assessing the Certainty of Locations Produced by an Address Geocoding System
2007. Geoinformatica (Dordrecht).
Bridging Ontologies and Conceptual Schemas in Geographic Information Integration
2003. Geoinformatica (Dordrecht).
OMT-G: An Object-Oriented Data Model for Geographic Applications
2001. Geoinformatica (Dordrecht).

Trabalhos completos em congressos

Caracterização do entorno de barragens de rejeito em Minas Gerais usando dados geográficos
2019. XX Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2019).
Computational performance of carsharing fleet-sizing optimization
2019. XX Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2019).
Analyzing data on the tree coverage of a large city
2019. XX Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2019).
e-RA: Regularização Ambiental Online
2019. 10o. Workshop de Computação Aplicada à Gestão do Meio Ambiente e Recursos Naturais (WCAMA).
Maximizing carsharing profits: an optimization model to support the car sharing planning
2019. 25th International Conference on Production Research.
Ferramenta para Recuperação de Informação Utilizando Indexação Espacial e Textual
2018. XIX Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2018).
Analysis, integration and visualization of urban data from multiple heterogeneous sources
2018. 1st ACM SIGSPATIAL Workshop on Advances in Resilient and Intelligent Cities (ARIC?18).
Optimization of new pick-up and drop-off points for public transportation
2017. XVIII Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2017).
Could data from location-based social networks be used to support urban planning?
2017. 7th International Workshop on Location and the Web (LocWeb 2017).
A PostGIS extension to support advanced spatial data types and integrity constraints
2017. 25th ACM SIGSPATIAL International Conference on Advances in Geographic Information Systems (ACM SIGSPATIAL 2017).
Geographic information extraction using natural language processing in Wikipedia texts
2017. XVIII Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2017).
Challenges for matching spatial data on economic activities from official and alternative sources
2017. XVIII Brazilian Symposium on Geoinformatics (GeoInfo 2017).
Integration of data sources on traffic accidents
2016. XVII Brazilian Symposium on Geoinfomatics (GeoInfo 2016).
The impact of academic mobility on the quality of graduate programs
2016. 5th International Workshop on Mining Scientific Publications (WOSP 2016).

Resumos expandidos em congressos

Infraestruturas de dados espaciais na redução de riscos associados a barragens
2020. II Simpósio Brasileiro de Infraestrutura de Dados Espaciais (2o. SBIDE).
Propostas de estudos em IDE acadêmica da Rede IDEA
2019. I Simpósio Brasileiro de Infraestrutura de Dados Espaciais.
A new way to think about demographic projection and urban sprawl scenarios in small areas
2013. XXVII International Union for the Scientific Study of Population (IUSSP) International Population Conference.
Identificação de Perfis de Torcedores no Twitter
2013. Computer on the Beach.
Building a Research Social Network from an Individual Perspective
2011. ACM/IEEE Joint Conference on Digital Libraries.

Resumos em congressos

Monitoração em GPS: Integrando J2ME, GPS e Web Wireless
2004. XII Seminário de Iniciação Científica.
Um sistema de tratamento e classificação de imagens de satélites
1990. III Simpósio Brasileiro de Computação Gráfica e Processamento Digital de Imagens.
Desenvolvimento de software de otimização estrutural para concreto armado
1984. Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica em Engenharia.

Veja todas as publicações no Currículo Lattes

Orientações em andamento

Mestrado

Ingrid Lagares Santana. Acoplamento de APIs a Infraestruturas de Dados Espaciais (a definir). Início: 2021. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Guilherme Henrique Nascimento. Computação urbana (a definir). Início: 2017. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)

Doutorado

Cristiano Martins Monteiro. Escalabilidade computacional na simulação e otimização de transporte compartilhado. Início: 2019. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Luci Aparecida Nicolau. Utilização de dados heterogêneos, distribuires;idos e semi-estruturados no suporte a desastres tecnológicos. Início: 2018. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Michelle Brito Pinheiro. Plataforma de consolidação e disseminação de dados sobre desastres tecnológicos (título provisório). Início: 2018. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Tiago França Melo de Lima. Modelagem e Simulação Computacionais da Dinâmica Espaço-Temporal da Dengue em Escala Intra-Urbana. Início: 2015. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)
Rodrigo Smarzaro. Contexto espacial na análise de redes sociais online. Início: 2014. Universidade Federal de Minas Gerais (Orientador principal)

Veja todas as orientações no Currículo Lattes