Prof. Jeroen van de Graaf participa de discussão de Proposta de Emenda à Constituição (PEC 135/19)

Na última segunda-feira (14), o professor Jeroen van de Graaf participou de audiência pública na Comissão Especial da Câmara dos Deputados com o objetivo de proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 135-A, de 2019. Texto que trata da obrigatoriedade da expedição de cédulas físicas, conferíveis pelo eleitor, a serem depositadas em urnas  indevassáveis, para fins de auditoria na votação e apuração de eleições, plebiscitos e referendos. 

Autor do livro O mito da urna: desvendando a (in)segurança da urna eletrônica, publicado em 2017, Jeroen é pesquisador em criptografia e tem se dedicado ao estudo de sistema eleitoral desde 2000. Nas eleições de 2002, representou a Sociedade Brasileira de Computação a convite do Tribunal Superior Eleitoral. 

De acordo com Jeroen, a urna eletrônica foi moderna há 25 anos atrás, mas hoje está ultrapassada tecnologicamente. Ressaltou, ainda, que confia nos resultados, mas que “um sistema eleitoral não basta ser correto, tem-se que provar que é correto, portanto tem que ser auditável”. Concluiu dizendo que “o voto impresso não vai resolver os problemas estruturais do projeto da urna”.

Assista a audiência disponível em:  https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/61889

Notícias relacionadas:

O mito da urna – Página inicial | Facebook

O Mito da Urna | INSCRYPT (ufmg.br)

Lançamento do livro