Museu da Computação @ DCC da UFMG, MC@DCC

O Museu da Computação @ DCC da UFMG, MC@DCC, é voltado para a preservação e divulgação da memória da computação e seus periféricos, assim como de equipamentos de fotografia, áudio e vídeo usados em seus laboratórios e por seus professores, funcionários e alunos. O Museu funcionará em salas destinadas à exposição de seu acervo, e que estão sendo preparadas no 4º andar do Anexo U.

MC@DCC, além de espaço de preservação da memória  da computação e seus periféricos, tem como objeto atuar como um centro dinâmico da reflexão e do fazer histórico no âmbito da Universidade em seu processo educativo, cultural e científico, articulado com o ensino, a pesquisa e a extensão, ampliando a relação entre o Departamento de Ciência da Computação e a Sociedade.

Desde a década de 1980, o prof. Arnaldo de Albuquerque vem guardando e preservando equipamentos eletrônicos e de computação, adquiridos pessoalmente ou através de projetos de pesquisa desenvolvidos no seu laboratório, com apoio de agências de financiamento de P&D. Estes equipamentos foram guardados nos últimos anos na sala 3055 (Núcleo de Processamento Digital de Imagens – NPDI/DCC/ICEX/UFMG), na sala 4030 (prof. Arnaldo) e nos subterrâneos do ICEX. Com  a mudança do DCC para o novo prédio, todo o acervo pôde ser reunido na sala 3055, o que permitiu o início da higienização do acervo, seguido de sua separação em tipos de equipamentos. A taxonomia do museu envolve cinco categorias principais, que por sua vez podem ser divididas em subcategorias:  Computador,  Periférico,  Mídia,  Audiovisual e  Interfaces e Cabos.

Atualmente, todo o acervo do MC@DCC está reunido na sala 4301, onde cerca de 80% já foi  higienizado e fotografado.  Conseguimos coletar/guardar muitos itens nas áreas de computação, periféricos, fotografia, cinema, vídeo, áudio, jogos eletrônicos, suportes óptico-magnéticos  para dados, áudio, vídeo, filme, etc. Temos estações gráficas SUN, estação Silicon Graphics (doação do prof. Claudionor), microprocessadores (HP, IBM, CP500),  microprocessadores domésticos, computadores pessoais Apple/Macintosh (doados pelo prof. Angelo), notebooks, netbooks (alguns doados pelos profs. Mariza e Roberto Bigonha), calculadoras científicas portáteis e de mesa, tablet da HP (doação da profª Raquel), scanners de papel e fotografias portáteis e de mesa, equipamentos de vídeo (doados pelo prof. Márcio Bunte), pen scanner de texto (doado pelo prof. Nivio Ziviani), câmeras de vídeo (doadas pelo profs. José Nagib, Antônio Mendes e Ângelo), CD e K7 players (doados pelo prof. Marcos Santos), grande coleção de equipamentos de processamento de áudio (doados pelo prof. Wilson), grande coleção de equipamentos de vídeo (doados pelos profs. Antônio Mendes e Angelo), máquinas fotográficas e câmeras de vídeo digitais. Há vários outros equipamentos como retroprojetores, projetores de vídeo, projetores de slides, projetores de cinema super-8, osciloscópios, monitores de computador, aparelhos de TV, leitor de microfilme, máquinas de escrever elétricas, aparelhos de fax, secretárias eletrônicas e telefones sem fio da década de 80, etc. 

A ajuda do funcionário Rosencler Oliveira tem sido imprescindível, ele tem conseguido rastrear muitos equipamentos do DCC que se encontram guardados nos subterrâneos do ICEX; a secretaria administrativa do DCC, nas pessoas da Renata, da Gilmara, do Geraldo e do Saulo tem contribuído muito para a formação do museu.