Equipe C4-P é a vencedora do Hackathon do DCC

Foram horas de trabalho. As atividades começaram às 8h do último sábado (27) e só terminaram ao meio-dia de domingo (28). As sete equipes que disputaram o 1º Hackathon do DCC ficaram imersas nas salas do Anexo U do ICEx durante todo este período. Discutiram, comeram, dormiram e programaram durante as 28 horas de maratona. O resultado foi divulgado na noite da última terça-feira (30): a equipe C4-P foi a mais bem avaliada pela comissão julgadora, levando o prêmio da competição.

Com o tema “Vida de Estudante da UFMG” os alunos Fabio Fernandes (Sistemas de Informação), Alexandre Silva (Matemática Computacional), Gabriel Simões (Engenharia de Produção) e Victor Tostes (Engenharia de Sistemas), integrantes da C4-P, elaboraram o ClassPictures, aplicativo que cria galerias de fotos associadas às disciplinas dos cursos de graduação. Os programadores se inspiraram na dificuldade entre copiar o conteúdo do quadro em sala de aula e dedicar atenção à explicação dos professores. O aplicativo é multiplataforma e de fácil acesso.

Futuramente os integrantes da C4-P pensam em expandir o aplicativo, melhorando botões e visualizações, além de buscar integrar os dados que já possuem com aqueles cadastrados no Minha UFMG. De acordo com Nazareno Andrade, professor da Universidade Federal de Campina Grande e um dos integrantes do Comitê Julgador, “O Hackathon é importante para refletir sobre o que vocês são capazes agora, a essa altura do curso, não só tecnicamente. Tecnicamente somos chamados a demonstrar habilidades técnicas isoladas, separadas. Raramente a gente chega e para para fazer um produto inteiro, de uma ideia nossa”.

Após participar de um Hackathon todos os programadores podem se ver premiados. “O principal é a experiência e a convivência aqui nesse período, é uma oportunidade interessante de a gente expressar as coisas. Na nossa área não podemos ficar quietos nunca, senão a realidade da área tecnológica ultrapassa, atropela, a gente”, destaca o professor Clodoveu Davis, um dos coordenadores do evento. O evento também dá visibilidade e transparência para as atividades da área de programação. Todos as equipes foram elogiadas e convidadas a continuar aperfeiçoando os projetos.