Prof. Virgílio Almeida é selecionado para atuar como professor visitante em Harvard

O professor Virgílio Almeida, do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, é um dos dois pesquisadores brasileiros aprovados pelo Programa Cátedra Capes-Universidade de Harvard. Virgílio deverá ficar cerca de 12 meses na universidade norte-americana, uma das mais prestigiosas do mundo, onde, na condição de professor visitante, desenvolverá pesquisas e ministrará dois cursos.

A seleção foi feita com base em lista com 10 pesquisadores de destaque enviadas pela Capes para Harvard, que escolheu dois nomes; Virgílio foi o primeiro classificado. O outro brasileiro selecionado é o professor Eduardo Góes Neves, da Universidade de São Paulo, que atua na área de Teoria e Método em Arqueologia.

A proposta de trabalho do professor do DCC em Harvard está dividida em três trilhas de pesquisa que, segundo ele, “buscam aumentar a compreensão das relações dos cidadãos e da sociedade com o ciberespaço”.

A primeira linha será centrada no estudo de políticas de governança na internet frente aos novos desafios trazidos pelos sistemas ciberfísicos. A segunda procura desvendar algoritmos proprietários com impacto social e público. E a terceira busca entender o impacto de algoritmos sobre o comportamento dos usuários em redes sociais.

Trajetória
Graduado em Engenharia Elétrica pela UFMG, Virgílio Almeida tem mestrado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1980) e doutorado em Ciência da Computação pela Vanderbilt University (1987). Professor titular do Departamento de Ciência da Computação (DCC) da UFMG, integra a Academia Brasileira de Ciências e a Academy of Science for the Developing World (TWAS).

Seu campo de pesquisa está concentrado em áreas como sistemas distribuídos em larga escala e suas propriedades, internet, caracterização de tráfego e cargas de trabalho, medição, modelagem analítica de performance e planejamento de capacidade de infraestruturas de processamento de informação. Na UFMG, ele coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para a Web (InWeb), maior rede brasileira de pesquisa acadêmica sobre a internet.

Desde 2011, o professor do DCC é secretário de Política de Informática do Ministério de Ciência e Tecnologia, órgão responsável pela formulação de políticas de tecnologia da informação e comunicação para o país. Como titular do cargo, Virgílio foi o principal coordenador da Conferência Multissetorial Global Sobre o Futuro da Governança da Internet, realizada em São Paulo, no ano passado.

 

Fonte: UFMG Online, 30/06/2015