Tem óleo diesel suficiente no gerador ?

 Por ser utilizado apenas em situações de emergência, o gerador de energia do CRC precisa estar sempre pronto para entrar em ação quando não há fornecimento de energia da concessionária. Para garantir esta disponibilidade, além de constantes revisões técnicas, é preciso estar sempre respondendo à perguntas como “O gerador está funcionando corretamente?”, “O gerador está ligado?” ou, mais importante ainda, “Tem óleo diesel?”. No horário normal de trabalho, uma visita rápida à sala do gerador pode facilmente responder essas questões. Porém fora desse horário, o funcionário de plantão do CRC precisa vir à UFMG só para respondê-las.

Um trabalho desenvolvido pelo Heitor, do CRC, possibilitou a leitura digital e automatizada das informações de controle do gerador e do nível de combustível no tanque. Essas informações foram integradas ao sistema de gerenciamento do datacenter, o que possibilita que alarmes sejam enviados assim que os problemas são detectados.

As etapas seguidas pelo Heitor para construir a solução foram as seguintes. Primeiro, foi adquirida uma bóia de combustível para tanques de caminhão, que foi adaptada ao tanque do gerador. Esta bóia possui uma resistência elétrica que varia de acordo com o nível de combustível do tanque. Para ler a resistência foi utilizada a plataforma Arduíno, que permitiu desenvolver o software e montar o hardware necessário.

 Além do problema inicial de coletar as informações, a impossibilidade de se utilizar cabos obrigou a também encontrar uma forma confiável para transmití-las. Assim, para o envio do dados empregou-se um par de rádios que utilizam a tecnologia ZigBee. Estes equipamentos, compatíveis com a plataforma Arduíno, foram integrados ao coletor.