Laboratório de Computação Social

Áreas de pesquisa

O acesso às redes sociais online vem se intensificando a cada dia, ampliando o número de usuários e a forma de se acessar aos conteúdos. As plataformas colaborativas estão crescendo e expandindo suas áreas de atuação, fomentando desde atividades físicas até o empreendedorismo. Como é o comportamento desses novos usuários? O que eles buscam? Como eles interagem? A Computação está cada vez mais presente nas relações sociais. Podemos conversar com outros usuários que estão fisicamente distantes ou podemos conhecer atividades e pessoas que não sabíamos da existência. Mas o que está por trás do acesso às redes sociais?

Nos últimos anos, um grupo de professores ligados ao Departamento de Ciência da Computação (DCC) começou a pesquisar, individual ou colaborativamente, tópicos que hoje estão associadas à área da Computação Social e perceberam que poderiam unir suas pesquisas em um único espaço físico, o Laboratório de Computação Social (LoCuS). Surgido entre o final de 2015 e o início de 2016, o LoCuS hoje é coordenado pelos professores Jussara Marques de Almeida e Fabrício Benevenuto de Souza, contando, ainda, com os professores Ana Paula Couto da Silva, Marcos André Gonçalves, Pedro Olmo Stancioli Vaz de Melo e Virgílio Augusto Fernandes Almeida.

As principais pesquisas desenvolvidas pelo LoCuS tratam de comportamento malicioso em redes sociais, popularidade de conteúdo online, recomendações de tags para redes sociais, análise de sentimento, sistemas de compartilhamento na nuvem e redes de colaboração científica. O enquadramento das pesquisas, mesmo partindo de pontos distintos dentro da área da Computação Social, foca-se no papel do usuário dentro da rede que ele forma com os demais usuários. Todo tipo de avaliação e de projeto de sistema computacional onde a participação do usuário seja essencial é de interesse para os pesquisadores.

Dentro do Laboratório de Computação Social existem, além dos professores já citados, discentes dos cursos de Doutorado e Mestrado, além de alunos de Iniciação Científica, totalizando mais de 30 integrantes. Os trabalhos ocorrem de forma horizontal, sempre buscando fomentar a colaboração entre os pesquisadores envolvidos. As pesquisas são realizadas em pequenos grupos, onde alunos de pós-graduação e graduação podem interagir. A troca de experiências entre os pesquisadores do grupo e mesmo com aqueles que fazem parte de outros grupos é incentivada e pretendida.

O LoCuS mantém pesquisas em parceria com o Laboratório de Banco de Dados (LBD) e com o Laboratório de Análise e Modelagem de Sistemas de Computação (CAMPS), ambos ligados ao DCC. Além disso, também existem pesquisas sendo realização com o Instituto Max Planck (Alemanha), o Instituto Politecnico di Torino (Itália) e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). No que se refere às parcerias externas às universidades, os pesquisadores do laboratório desenvolvem trabalhos com empresas como LG, IBM e Google Inc.

Dada a presença da Internet no cotidiano das pessoas, a Computação Social vem atraindo cada vez mais pesquisadores e possibilitando o desenvolvimento de pesquisas que visam garantir que, mesmo com o crescimento acelerado da Web, ela continue respondendo adequadamente aos interesses dos usuários. Neste cenário, o LoCuS tem o objetivo de analisar como os usuários utilizam várias aplicações e serviços da Internet e a partir dessas análises tornar a plataforma mais sustentável e passível de crescimento, na medida em que mais usuários a ela se dirigem.

Acesse o site do laboratório para saber mais
Entrevista: Professora Dra. Jussara Marques de Almeida