Notícias da Capes

Subscrever feed Notícias da Capes
Visa a melhoria da pós-graduação brasileira, através de avaliação, divulgação, formação de recursos e promoção da cooperação científica internacional.
Atualizado: 1 hora 53 minutos atrás

ESALQ promove Escola de Altos Estudos em Bem-estar de Animais de Produção

0 seg atrás

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas Agrícolas da Universidade de São Paulo (USP), por meio do Núcleo de Pesquisa em Ambiência (NUPEA), realizará de 24 a 27 de abril a Escola de Altos Estudos (EAE) "Bem-estar de Animais de Produção” conceitos e tecnologias aplicadas na produção industrial. O evento acontecerá no Anfiteatro da ESALQ-LOG, em Piracicaba, e contará com a presença das pesquisadoras canadenses Tina Widowski e Alexandra Harlander, da Universidade de Guelph, e Iran Oliveira, da Escola Superior de Agronomia Luiz de Queiroz (ESALQ – USP). O evento é organizado em parceria com pesquisadores do Campbell Centre for the Study of Animal Welfare (CCSAW) da Universidade de Guelph, do Canadá, e com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

O curso será oferecido também no formato de difusão cultural. Um percentual das vagas existentes será para profissionais não vinculados aos cursos de Pós-graduação, nesse caso com apoio proveniente Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (FAPESP), com certificação realizada pela USP. Podem participar estudantes de pós-graduação, médicos veterinários, zootecnistas, engenheiros agrícolas, agrônomos e biossistemas, além de biólogos e outros profissionais que atuam na área de bem-estar de animais de produção.

Escola de Altos Estudos
A Escola de Altos Estudos consiste em atividade de cooperação acadêmico-internacional na forma de cursos de curta duração. Trata-se de uma iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para fomentar a cooperação acadêmica e o intercâmbio internacional em cursos e programas de pós-graduação stricto sensu. O objetivo é trazer professores e pesquisadores estrangeiros, de elevado conceito internacional para a realização de cursos monográficos, a fim de fortalecer, ampliar e qualificar os programas de pós-graduação de instituições brasileiras.

Parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a EAE se desenvolve com recursos CAPES, que são empregados em passagens aéreas, hospedagem e apoio operacional. Os cursos ministrados pelos especialistas estrangeiros têm curta duração e somam créditos para o programa de pós-graduação dos participantes. A CAPES incentiva a formação de consórcios entre universidades para ampliar o acesso aos eventos. Quando possível participar via internet ou teleconferência, o curso também deve contabilizar créditos.

Categorias: Pesquisa

CAPES publica Plano de Dados Abertos

qui, 20/04/2017 - 20:21

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) publica nesta quinta-feira, 20, o Plano de Dados Abertos (PDA). O propósito do documento é o de publicitar as ações e estratégias organizacionais que nortearão as atividades de implementação e promoção da abertura de dados, no âmbito da CAPES de forma institucionalizada e sistematizada.

Entre a previsão de dados a serem abertos estão: Dados de Bolsas de Pós-Graduação da CAPES no País (2013-2016); Dados de Bolsas da CAPES no Exterior (2013-2016); Dados de Bolsas para a Formação de Professores da Educação Básica (2013- 2016); e Dados relacionados à Dotação e Execução Orçamentária da CAPES (2013- 2016). Ao todo, 15 dados serão abertos no período 2017-2019.

Encontram-se no PDA os critérios utilizados para priorização dos dados a serem abertos, a definição dos dados, análise de risco de abertura de dados protegidos por sigilo ou de caráter pessoal, estratégia definida para abertura dos dados, com respectivo plano de ação contendo: atividades, produtos, cronograma, prazos; além das responsabilidades e responsáveis pela implementação.

A priorização dos conjuntos de dados a serem disponibilizados foi definida considerando a relevância das informações para o cidadão, o grau de maturidade dos conjuntos de dados dentro da instituição, o alinhamento com o volume das demandas encaminhadas via Central de Atendimento ao Cidadão, Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal (e-OUV), bem como os programas e serviços mais procurados no portal de internet institucional da CAPES.

Dados abertos

A política de dados abertos do Poder Executivo Federal é constituída por uma série de documentos normativos, de planejamento e de orientação. O principal instrumento que resume a política é o Decreto nº 8.777/2016, que instituiu a Política de Dados Abertos do Poder Executivo Federal.

Os dados são considerados “abertos” quando qualquer pessoa pode livremente acessá-los, utilizá-los, modificá-los e compartilhá-los para qualquer finalidade, estando sujeito a, no máximo, a exigências que visem preservar sua proveniência e sua abertura. Saiba mais.

Acesse o PDA da CAPES.

Categorias: Pesquisa

Plataforma recebe sugestões de temas para Fórum mundial da Água

qui, 20/04/2017 - 18:58

A Agência Nacional de Águas (ANA) está na organização do 8º Fórum Mundial da Água, evento que acontecerá pela primeira vez no Hemisfério Sul, em 2018, em Brasília. O Fórum reunirá especialistas, governantes, usuários e sociedade civil de todas as partes do mundo. Como uma inovação no processo de organização do evento, foi criada a plataforma online de consulta aberta Sua Voz para que pessoas do mundo todo colaborem e influenciem nas discussões do Fórum.

A ferramenta, aberta ao público em fevereiro de 2017, permite que cidadãos de qualquer lugar do planeta com acesso à internet compartilhem ideias, experiências e soluções com o objetivo de enriquecer os debates sobre os rumos da gestão dos recursos hídricos no mundo. Para votar, basta indicar os temas de preferência oferecidos na plataforma em cada uma das seis salas (Clima, Pessoas, Desenvolvimento, Urbano, Ecossistemas e Finanças) e temas transversais que permeiam todas as discussões.

As discussões online são coordenadas pela ANA em articulação com a secretaria e demais instâncias de organização do Fórum. A plataforma Sua Voz está disponível em português e inglês e conta com ferramenta de tradução para mais de 90 idiomas com o objetivo de fazer do 8º Fórum um evento plural e democrático, em alinhamento com o tema da próxima edição: “Compartilhando Água”.

8º Fórum

O Fórum Mundial da Água acontece a cada três anos com o objetivo de aumentar a importância da água na agenda política dos governos e promover o aprofundamento das discussões, troca de experiências e formulação de propostas concretas para os desafios relacionados aos recursos hídricos.

Essa edição do encontro será realizada e organizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente; pelo Governo do Distrito Federal e pelo Conselho Mundial da Água, com apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa). As edições anteriores do Fórum Mundial da Água aconteceram em Marraquexe, Marrocos (1997); Haia, Holanda (2000); Quioto, Shiga e Osaka, Japão (2003); Cidade do México, México (2006); Istambul, Turquia (2009); Marselha, França (2012); e Daegu e Gyeongbuk, Coreia do Sul (2015).

CAPES/ANA

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) atua em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA) em editais e iniciativas de apoio à pesquisa de Recursos Hídricos e naturais.

Veja alguns programas em parceria com a ANA:

Apoio a Redes de Pesquisa para Recuperação da Bacia do Rio Doce

Programa de Apoio à Produção de Material Didático para a Educação Básica - Projeto Água

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos

Programa de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica em Mudanças Climáticas e seus Impactos sobre os Recursos Hídricos

(Com informações da ANA)

Categorias: Pesquisa

CAPES divulga regulamento do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica

qui, 20/04/2017 - 17:33

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 20, a Portaria nº 82, de 17 de abril de 2017, que dispõe sobre o Regulamento do Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor). No documento, constam atribuições dos partícipes do Plano, as condições para ofertas de turmas, informações sobre apoio financeiro e prestações de contas, valores de bolsas e requisitos para a concessão, além do termo de compromisso do bolsista.

Acesse aqui o documento.

Parfor
O Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – Parfor é uma ação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para atender as finalidades da Lei nº 8.405, de 9 de janeiro de 1992, alterada pelo art. 15 da Lei nº 12.695 de 25 de julho de 2012, em consonância com as metas 15 e 16 do Plano Nacional de Educação (PNE), Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014 e com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 e suas modificações posteriores.

O Parfor visa induzir e fomentar a oferta de educação superior, gratuita e de qualidade, para profissionais do magistério que estejam no exercício da docência na rede pública de educação básica por meio do fomento à implantação de turmas especiais, por instituições de educação superior (IES), em cursos de Primeira Licenciatura, Segunda Licenciatura ou Formação Pedagógica. O Parfor é realizado em regime de colaboração entre a União, por intermédio da CAPES, os estados, o Distrito Federal e os municípios.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Divulgado resultado preliminar de seleção para Programa de Bolsas de Pós-Doutorado

qui, 20/04/2017 - 14:46

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quinta-feira, 20, o resultado preliminar do Edital nº 14/2016, referente ao Programa de Bolsas de Pós-Doutorado – CAPES/ITA, destinado a conceder cotas de bolsas a programas de pós-graduação (PPG) do ITA com conceito igual ou superior a 4, com objetivo de apoiar e fomentar pesquisas inovadoras e a formação avançada de recursos humanos voltados para o setor da Aeronáutica, Espaço e Defesa. Foram selecionados 15 projetos.

Os projetos aprovados receberão recursos para bolsas de pós-doutorado no país, com duração máxima de 24 meses, e recurso de custeio no valor de R$ 12 mil anuais por bolsa para ser aplicado nas atividades do bolsista.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Bolsista publica artigo na Nature Communications

qua, 19/04/2017 - 18:18

Bolsista de doutorado pleno no exterior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Wendel Silva Paz, publicou um artigo sobre a fabricação de heteroestruturas de van der Waals, materiais artificiais construídos a partir do empilhamento individual de camadas 2D, na revista Nature Communications. O artigo faz parte da tese que o estudante brasileiro tem desenvolvido na Universidad Autónoma de Madrid, Espanha.

A pesquisa de doutorado de Wendel está relacionada com o estudo teórico das propriedades eletrônicas e de transporte quântico em materiais bidimensionais (2D). Nessa classe de materiais, inclui-se o grafeno, e o conjunto de materiais 2D que podem ser esfoliados ou crescidos sobre um substrato.

O design de dispositivos eletrônicos de nova geração é um grande desafio, pois, à medida que o tamanho do dispositivo é reduzido aumentam as complicações na sua fabricação. “Dependendo da espessura das camadas com as quais são desenvolvidas estes dispositivos, o comportamento dos elétrons varia dentro deles”, ressalta o pesquisador brasileiro.

Heterostruturas de van der Waals
Em 2004, André Geim e Konstantin Novoselov provaram que é possível separar camadas de grafite de espessura atômica (grafeno) e de outros materiais bidimensionais usando apenas uma fita adesiva. Esse feito lhes rendeu o prêmio Nobel de Física em 2010. “Desde então, a comunidade científica tem buscado a possibilidade de construir materiais artificiais a partir do empilhamento artificial de diferentes materiais ultrafinos camada a camada. Esses materiais são chamados heteroestruturas de van der Waals. No entanto, esse processo não tem se mostrado eficaz devido a vários problemas como o alinhamento entre as diferentes camadas empilhadas e a dificuldade de controlar os resíduos atmosféricos que podem ser adsorvidos durante o processo de empilhamento, agravando assim a sua operação e impedindo a sua reprodutibilidade”.

Portanto, além de criar materiais de tamanho cada vez menores, a comunidade científica pretende criar dispositivos mais estáveis e reproduzíveis em larga escala. “Até agora, a abordagem mais difundida para empilhar camadas 2D baseia-se em métodos de empilhamentos individuais. No entanto, o empilhamento a partir de estruturas individuais ainda não fornece heteroestruturas perfeitamente limpas devido ao descasamento no parâmetro de rede e a presença de adsorventes entre camadas não desejadas. Neste trabalho, apresentamos uma abordagem diferente para fabricar heteroestruturas ultrafinas por esfoliação da franckeita, que é uma heteroestrutura de van der Waals que ocorre naturalmente e é estável ao ar. Verificamos que o material pode ser esfoliado tanto mecanicamente como quimicamente até a espessura de poucas camadas”, explica.

Aplicações
O estudo apresenta também uma extensiva caracterização teórica e experimental do material, além de explorar algumas aplicações para fotodetectores de infravermelho. “Nossos resultados teóricos também mostraram que a franckeita é uma heteroestrutura de tipo-II, o que amplia, ainda mais, o leque de possíveis aplicações. Esse material tem potencial aplicação na fabricação de células solares e fotodetectores, capazes de funcionar no infravermelho. Esses dispositivos são muito interessantes para aplicações em câmeras de visão noturna e sensores para as telecomunicações”.

A relevância do trabalho para o campo fez com que o artigo fosse destaque na seção news and views da revista Nature Nanotechnology. “O isolamento da franckeita como um material 2D de poucos átomos de espessura torna-se um marco no campo de pesquisa de materiais bidimensionais porque, a partir de agora, será possível obter heteroestruturas de van der Waals da própria natureza, evitando sua síntese complicada. Nosso trabalho demonstrou que procedimentos semelhantes aos empregados no isolamento do grafeno podem ser usados para obter camadas de espessura de poucos átomos da Franckeita permitindo, dessa forma, a fabricação de fotodetectores infravermelhos e células solares”.

Cooperação internacional
Wendel destaca a importância da experiência no exterior para a efetivação da pesquisa de doutorado. “A realização deste trabalho só foi possível devido à colaboração que firmamos com experimentais de Madrid, Barcelona e Delft na Holanda. Estou numa ótima universidade, trabalhando em grandes projetos e discutindo física (ciência) com pesquisadores altamente capacitados e motivados. Não tenho dúvidas que investimentos em programas, como o de doutorado pleno no exterior, devem sempre ser incentivados porque trabalhar em grandes centros de pesquisa, com pesquisadores de ponta e em grandes projetos é, sem dúvida, um valioso ganho científico pessoal e para o país de origem.”
O bolsista brasileiro acredita que o benefício de um estudo como esse pode repercutir de maneira geral na ciência e tecnologia do país. “De forma geral, estudantes brasileiros envolvidos em projetos de pesquisa internacionais podem proporcionar uma ligação muito forte entre a comunidade científica brasileira e as instituições que recebem esses estudantes. Ambos os lados podem se beneficiar e muitas vezes, esse é o primeiro passo para colaborações de longo prazo, o que geraria mais conhecimento e desenvolvimento em ciência para o Brasil”, conclui.
Título do Trabalho: Franckeite as a naturally occurring van der Waals heterostructure
Acesse o artigo.

(Pedro Arcanjo)

Categorias: Pesquisa

CAPES financia projetos de recuperação de áreas da bacia do rio Doce afetadas por desastre

ter, 18/04/2017 - 12:41

Uma equipe de pesquisa da Universidade Federal de Viçosa (UFV) tem recuperado as áreas de cultivo degradadas pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana (MG), sem retirar os rejeitos. O projeto é um dos 16 contemplados pelo edital da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) voltado a propostas de recuperação da bacia hidrográfica do rio Doce nas áreas afetadas pelo desastre ocorrido há mais de um ano. Ouça matéria sobre o assunto.

O trabalho começou a ser desenvolvido poucos dias após o acidente que afetou a bacia do rio Doce com toneladas de rejeitos de mineração. Coordenado pelo pesquisador Carlos Ernesto Reynaud Schaefer, da UFV, o projeto terá agora o apoio da CAPES para ampliar o campo de atuação.

Cerca de 30 hectares entre os municípios de Barra Longa e Rio Doce, em Minas Gerais, já foram recuperados e apresentam resultados positivos para produção agrícola por meio de técnicas de correção de solo. São utilizados métodos de cobertura com materiais agrícolas, aliados à correção do solo com adubação ou calcário. Outros 90 hectares estão em tratamento ou pesquisa. A expectativa é levar as técnicas desenvolvidas para os locais de cultivo ao longo da bacia. São cerca de 500 hectares com potencial de serem recuperados.

“A gente quer que isso seja replicado para, se possível, todas as áreas que foram afetadas. A nossa estratégia é tentar tratar e remediar com o mínimo impacto adicional”, explica o pesquisador. “Apesar de ser um acidente que gerou uma catástrofe ambiental sem precedentes, estamos utilizando essa lição como uma possibilidade de desenvolver uma tecnologia que seja apropriada para esses casos.”

Edital
Lançado em abril de 2016, o edital tem como objetivo apoiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação. A seleção de propostas visa a formação em nível de pós-graduação stricto sensu e a geração de conhecimento, tecnologias e processos que ajudem a recuperar a bacia do rio Doce e ecossistemas associados nas áreas temáticas prioritárias de estudos socioeconômicos, uso do solo, qualidade de vida, áreas degradadas, qualidade da água, ecossistemas de estuário, redução de resíduos, saneamento básico, governança, biota (seres vivos) e Mata Atlântica.

As propostas devem ser desenvolvidas em rede, de forma multidisciplinar, e em diferentes instituições de educação superior. O edital é promovido em parceria entre a CAPES, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Agência Nacional de Águas (ANA).

Projetos
O diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Fapemig, Paulo Beirão, explica que alguns fatores foram determinantes para a escolha dos projetos, como soluções objetivas para recuperar a bacia e o trabalho a ser desenvolvido em rede por instituições e comunidade. “O projeto tem realmente foco na solução do problema. Ele não é, simplesmente, um projeto acadêmico que vai gerar relatórios, publicações. É claro que a gente espera que isso aconteça também, mas um dos critérios é ver como se propõe a transferir esse conhecimento gerado”, destaca.

Outro aspecto avaliado é o nível de recuperação da bacia. Segundo Beirão, a intenção é fazer com o que o rio Doce volte aos mesmos níveis de qualidade que tinha há cerca de 20 anos. O diretor afirma ainda que existem chances reais de que o esforço e o conhecimento sejam utilizados no futuro em outras bacias degradadas.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos no valor total estimado de R$ 11,25 milhões. Desses, R$ 4 milhões são oriundos da CAPES para financiar despesas de custeio e bolsas de pós-doutorado de instituições de todo o território nacional. Outros R$ 4 milhões são da Fapemig, para bolsas de pesquisa em Minas Gerais. A Fapes irá financiar outros R$ 2 milhões voltados a instituições do Espírito Santo. O CNPq destinará R$ 1 milhão para despesas específicas com bolsistas que tenham tido o projeto aprovado por uma das outras agências. A ANA colocará à disposição R$ 250 mil para financiar exclusivamente despesas de capital de redes de pesquisa contratadas pela CAPES.

(Com informações do MEC)

Categorias: Pesquisa

Número de brasileiros fumantes diminuiu consideravelmente nos últimos 25 anos

seg, 17/04/2017 - 15:28

O tabagismo é um dos principais fatores de risco para morte precoce e incapacidade em todo o mundo. Dentro desse cenário, existe uma boa notícia para o Brasil: no período entre 1990 e 2015 a porcentagem de fumantes diários no país caiu de 29% para 12% entre homens e de 19% para 8% entre mulheres. Os resultados são de uma pesquisa recém-publicada na revista científica The Lancet – disponível em texto completo para usuários do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Intitulado Smoking prevalence and attributable disease burden in 195 countries and territories, 1990–2015: a systematic analysis from the Global Burden of Disease Study 2015, o estudo constatou que, em 2015, aproximadamente um bilhão de pessoas no mundo inteiro fumavam diariamente: um em quatro homens e uma em 20 mulheres. A proporção é levemente diferente da registrada 25 anos antes: em 1990, era um em cada três homens e uma em cada 12 mulheres.

O aumento populacional, contudo, representou um incremento no número total de fumantes, de 870 milhões em 1990 para quase um bilhão em 2015. Segundo os pesquisadores, a mortalidade pode ter aumentado porque as companhias de tabaco adotaram estratégias mais agressivas em novos mercados, em especial, em países em desenvolvimento – houve um acréscimo de 4,7% no número de mortes, entre os anos 2005 e 2015.

"Fumar cigarro continua sendo o segundo maior fator de risco de mortes prematuras e deficiências e, para reduzir seu impacto, devemos intensificar o controle", avalia uma das autoras do estudo, Emmanuela Gakidou, em entrevista à BBC.

O Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking de número absoluto de fumantes (7,1 milhões de mulheres e 11,1 milhões de homens), mas a redução coloca o país entre os campeões de quedas do volume de pessoas que consomem tabaco. Por outro lado, de acordo com o estudo, países como Bangladesh, Indonésia e Filipinas não viram nenhuma mudança significativa em 25 anos. Na Rússia, houve aumento no número de mulheres que fumam e tendências similares foram identificadas na África.

The Lancet
A pesquisa completa está disponível no periódico The Lancet. Para acessar os resultados, os usuários do Portal podem pesquisar diretamente na revista científica (na opção Buscar periódico) ou inserir o nome do artigo na caixa de pesquisa Buscar assunto. A publicação é considerada uma das principais revistas médicas independentes do mundo. A cobertura do título é internacional e se estende a todos os aspectos da saúde humana.

The Lancet busca publicar pesquisas primárias originais e artigos de revisão de alto padrão. O periódico é rigorosamente editado para garantir o mérito científico e a relevância clínica de seu conteúdo. Com fator de impacto de 44.002, a revista está atualmente em segundo lugar entre 150 títulos na categoria “Medicine, General & Internal”, elencados pelo Journal Citation Reports (2015, JCR, Thomson Reuters)*.

Portal de Periódicos
O Portal de Periódicos da CAPES é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional. Ele conta com um acervo de mais de 38 mil títulos com texto completo, 134 bases referenciais, 11 bases dedicadas exclusivamente a patentes, além de livros, enciclopédias e obras de referência, normas técnicas, estatísticas e conteúdo audiovisual.

O Portal foi criado tendo em vista o déficit de acesso das bibliotecas brasileiras à informação científica internacional, dentro da perspectiva de que seria demasiadamente caro atualizar esse acervo com a compra de periódicos impressos para cada uma das universidades do sistema superior de ensino federal. Foi desenvolvido ainda com o objetivo de reduzir os desnivelamentos regionais no acesso a essa informação no Brasil. Ele é considerado um modelo de consórcio de bibliotecas único no mundo, pois é inteiramente financiado pelo governo brasileiro. É também a iniciativa do gênero com a maior capilaridade no planeta, cobrindo todo o território nacional.

Acesse o Portal de Periódicos da CAPES.

*Dados apurados no Journal Citation Reports (JCR 2015) em 11/04/2016

(Com informações do Portal de Periódicos)

Categorias: Pesquisa

Primeira turma de pedagogia na modalidade a distância cola grau na Unifal

seg, 17/04/2017 - 12:43

Mais de 100 estudantes concluintes da primeira turma do curso de licenciatura em Pedagogia da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), na modalidade a distância, colaram grau no dia 1º de abril. De acordo com a instituição, esta é uma das turmas de formandos mais numerosas da Universidade. O curso é oferecido pelo sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Familiares, amigos e tutores dos acadêmicos vieram dos polos de Araras-MG, Bragança Paulista-SP, Campinas-SP, Campo Belo-MG, Conceição do Mato Dentro-MG, Santa Isabel-SP, São João da Boa Vista-SP, para prestigiar o momento, que foi dividido em duas cerimônias conduzidas pela vice-reitora, Magali Benjamim de Araújo.

No período da manhã, os concluintes ouviram as palavras do paraninfo, professor André Luís Sena Mariano, que destacou a importância do ofício da docência. “Ser professor é um processo que começa muito antes dos cursos de formação e se estende por toda vida.’ Eis a chave da nossa profissão: vocês não começaram a aprender a ser professores nas cadeiras de casa de vocês, enquanto faziam tarefas, liam textos. Vocês não aprenderam a ser professores nestes quatro anos e meio. Aqui, vocês descobriram que foi somente uma etapa formativa e que aprender a ser professor é algo que se concretiza na prática. Vocês descobrirão, se é que já não o fizeram, a quantidade de conhecimentos e experiências a que vocês serão submetidos e jamais imaginaram”, afirmou.

Na segunda parte do evento, a coordenadora do curso, professora Vanessa Cristina Girotto, relembrou as conquistas e os desafios que acompanharam o período. “Enquanto mulher, cristã, freireana e sujeito no mundo, não poderia deixar de exteriorizar meus sentimentos de alegria, comoção e satisfação, felicidade por ter tido a oportunidade de coordenar e aprender junto com a primeira turma de Pedagogia a distância da Unifal. Foram cinco anos de muitos desafios, mas acima de tudo, muita gratidão. Despeço-me da primeira turma da Pedagogia EAD – Unifal, assim como da coordenação do curso, tendo a certeza de que este é o encerramento de um ciclo, de muitas aprendizagens e o início de uma nova fase, tendo a certeza de que nenhum de nós sairá deste lugar da mesma forma como entrou, afinal, como já dizia meu velho amigo Freire: as pessoas não são, estão sendo”, enfatizou.

A coordenadora ainda lembrou o impacto do curso no âmbito acadêmico e social, uma vez que discentes foram aprovados em concursos públicos – no polo de Araras-SP; além de uma acadêmica que obteve aprovação no Programa de Pós-Graduação em Educação da universidade.

UAB
Criado em 2005, o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal. Hoje, o Sistema é coordenado pela Diretoria de Educação a Distância (DED) da CAPES.

Além de coordenar o Sistema UAB, a DED/CAPES é responsável pela gestão do Programa de Mestrado Profissional para Qualificação de Professores da Educação Básica (PROEB). Atualmente, são ofertados mestrados profissionais em rede nacional no formato semipresencial voltados a professores da educação básica nas áreas de: Matemática (Profmat); Letras (Profletras); Ensino de Física – MNPEF (ProFis); Artes (ProfArtes); História (ProfHistória); Educação Física (ProEF); Química (ProfQui); Filosofia (Prof-Filo); e Biologia (ProfBio).

Também são ofertados neste mesmo formato os cursos em Administração Pública (ProfiAP); em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua); e em Ensino de Ciências Ambientais (ProfCiamb).

(com informações da Unifal)

Categorias: Pesquisa

Programa seleciona especialista para Cátedra em Oxford

qui, 13/04/2017 - 17:07

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) publica nesta quinta-feira, 13, o Edital 8/2017, que divulga o processo seletivo do programa Cátedra Rio Branco – Universidade de Oxford. A chamada pública seleciona um pesquisador sênior especialista em Relações Internacionais, Sociologia, Economia, Ciência Política ou áreas relacionadas para realizar atividades de docência e pesquisa sobre o tema “Projeção internacional do Brasil no século XXI”.

Candidatos que atendam aos requisitos do edital podem se inscrever até 22 de maio na página do programa. O edital prevê a concessão de uma bolsa na instituição anfitriã por um período mínimo de 3 a 4 meses, nos meses de janeiro a abril de 2018.

Benefícios
O selecionado contará com auxílios da Capes e da Universidade de Oxford. De acordo com o edital, a instituição brasileira concederá bolsa mensal no valor de £3,5 mil, além de auxílios para deslocamento, instalação na Inglaterra e seguro-saúde. Pela anfitriã britânica, o especialista ganhará status de membro da Universidade de Oxford e receberá estipêndio suplementar de £1,5 mil por até três meses letivos. Para desenvolver suas atividades de docência e pesquisa, o selecionado terá uma sala de trabalho no Centro Latino Americano ou nas proximidades e poderá usar as bibliotecas e instalações da universidade.

A previsão é de que o resultado seja divulgado até setembro de 2017.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Britannica Escola lança nova plataforma

qui, 13/04/2017 - 13:15

A Britannica Escola apresenta a partir desta quinta-feira, 13, uma nova configuração, com design mais moderno e atrativo e tecnologia adaptável para melhorar a pesquisa por meio de telefones e tablets. A principal característica da base são os conteúdos em HTML5, que facilitam a manipulação de elementos da página virtual, fornecendo ferramentas para que o site ofereça diversos recursos, mas permaneça leve e funcional.

Além das vantagens e benefícios já citados, a nova plataforma Britannica Escola possui ferramenta avançada de exibição de recursos multimídia e buscadores da internet integrados à base que facilitam ainda mais a pesquisa. A migração também permitirá que a Britannica Escola aproveite as melhorias implementadas em todos os produtos institucionais da Encyclopædia Britannica.

Britannica Escola
O portal Britannica Escola é uma parceria da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) com a Encyclopædia Britannica, uma das mais conhecidas e conceituadas editoras do mundo. Acessando a interface da Britannica Escola, alunos e professores do ensino fundamental podem utilizar, durante o processo de aprendizado, ferramentas de ensino e recursos multimídia disponíveis na plataforma, como artigos de enciclopédia, imagens e vídeos, atlas do mundo, biografias, notícias diárias voltadas para as crianças, recursos interativos de geografia, jogos interativos, entre outros. O portal é todo em português e gratuito, com materiais elaborados a partir dos conteúdos abordados nas escolas brasileiras.

Treinamentos Online
A equipe pedagógica do portal Britannica Escola realiza periodicamente treinamentos online voltados a professores da educação básica. Neste mês, os treinamentos acontecerão nos dias 25, 26 e 27. As inscrições são gratuitas e os professores podem escolher o horário mais conveniente para participar do treinamento. Cada sessão apresenta conteúdos por cerca de 60 minutos. Confira aqui mais informações sobre as capacitações e os links para inscrição.

(Com informações do Portal de Periódicos)

Categorias: Pesquisa

Programa seleciona pesquisadora para desenvolver trabalho na Áustria

qui, 13/04/2017 - 13:08

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta quinta-feira, 13, o resultado do Programa de Verão para Jovens Cientistas CAPES/IIASA. Foi selecionada uma estudante de doutorado para desenvolver trabalho sob orientação dos pesquisadores do Instituto Internacional para Análise de Sistemas Aplicados (IIASA) durante três meses na sede do Instituto, em Laxemburgo, Áustria.

A iniciativa é fruto da cooperação entre a CAPES e o IIASA, instituto internacional envolvido na investigação científica que fornece suporte para os formuladores de políticas públicas sobre questões de importância em três áreas problemáticas globais: Energia e Alterações Climáticas; Água e Alimentação; Pobreza e Equidade. É considerado um dos maiores think tanks do mundo.

Acesse o resultado.

(CCS/Capes)

Categorias: Pesquisa

Programa de doutorado em pesquisa médica aprova 30 projetos na 3ª chamada

qua, 12/04/2017 - 15:01

Divulgado nesta quarta-feira, 12, o resultado final da terceira chamada do Edital nº 62/2014, referente ao Programa de Bolsa Especial para Doutorado em Pesquisa Médica (PBE-DPM II), que apoia a formação de recursos humanos em pesquisa médica, com a finalidade de estimular a produção acadêmica e a formação de pesquisadores, em nível de doutorado, por meio de financiamento específico, consolidando e ampliando o pensamento crítico estratégico para o desenvolvimento científico do país.

Serão concedidas bolsas de doutorado pleno no país, por prazo máximo de 48 meses, a candidatos indicados pelo Programa de Pós-Graduação, de acordo com cota aprovada pela CAPES, após realização de processo seletivo para o ingresso do aluno no referido programa de doutorado.

Acesse o resultado.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Mestrado profissional em recursos hídricos tem inscrições abertas

ter, 11/04/2017 - 18:14

O Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua) está com inscrições abertas para o processo seletivo até o dia 30 de abril. Estão previstas o total de 114 vagas para 2017, distribuídas nas instituições associadas. Com recomendação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), o ProfÁgua é um curso presencial, com oferta simultânea nacional, no âmbito do Sistema da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

O ProfÁgua é coordenado pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) e participam do curso as seguintes Instituições de Ensino Superior: Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O curso tem o objetivo de proporcionar uma formação teórica e prática aos profissionais e pesquisadores da área de recursos hídricos, aprimorando suas competências pessoais e profissionais, com o intuito de melhor qualificá-los para lidar com os problemas associados às questões mais complexas da gestão e regulação das águas no país. O mestrado profissional é voltado para a formação continuada dos profissionais que atuam em órgãos gestores de recursos hídricos (em nível federal, estadual e municipal), agências de água, comitês de bacia hidrográfica ou conselhos de recursos hídricos.

Em razão das características de distribuição territorial dos participantes e das instituições, serão utilizadas tecnologias de informação e comunicação aplicadas à educação a distância para o desenvolvimento de parte das atividades acadêmicas. Os candidatos que forem aprovados no processo seletivo serão regularmente matriculados no ProfÁgua em cada instituição associada previamente escolhida e farão parte do corpo discente da pós-graduação dessa IES, à qual cabe emitir o Diploma de Mestre em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, uma vez cumpridos todos os requisitos para conclusão do curso.

O processo seletivo do curso constará de prova de conhecimentos específicos em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos, avaliação da Proposta de Plano de Trabalho e prova de títulos com base em currículo documentado. Eventuais dúvidas ou esclarecimentos, devem ser enviados para o e-mail profagua@adm.feis.unesp.br.

Acesse o edital.

UAB
Criado em 2005, o sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação a distância. O público em geral é atendido, mas os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal. Hoje, o Sistema é coordenado pela Diretoria de Educação a Distância (DED) da CAPES.

Além de coordenar o Sistema UAB, a DED/CAPES é responsável pela gestão do Programa de Mestrado Profissional para Qualificação de Professores da Educação Básica (PROEB). Atualmente, são ofertados mestrados profissionais em rede nacional no formato semipresencial voltados a professores da educação básica nas áreas de: Matemática (Profmat); Letras (Profletras); Ensino de Física – MNPEF (ProFis); Artes (ProfArtes); História (ProfHistória); Educação Física (ProEF); Química (ProfQui); Filosofia (Prof-Filo); e Biologia (ProfBio).

Também são ofertados neste mesmo formato os cursos em Administração Pública (ProfiAP); em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua); e em Ensino de Ciências Ambientais (ProfCiamb).

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Britannica Escola realiza treinamentos para professores em abril

ter, 11/04/2017 - 15:06

A equipe pedagógica do portal Britannica Escola realizará mais três treinamentos online voltados a professores da educação básica no mês de abril, nos dias 25, 26 e 27. Periodicamente, são realizados encontros em diferentes horários, nos quais a equipe explica aos docentes como utilizar as ferramentas digitais da Britannica em sala de aula e também nas atividades complementares.

As inscrições são gratuitas e os professores podem escolher o horário mais conveniente para participar do treinamento. Cada sessão apresenta conteúdos por cerca de 60 minutos. Confira abaixo as próximas capacitações e os links para inscrição:

Cronograma DataHoraTemaLink de Inscrição 25 de abril 16h às 17h Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/514550931792492547 26 de abril 14h às 15h Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/7572742680998223875 27 de abril 10h às 11h Britannica Escola https://attendee.gotowebinar.com/register/2583534947127447811


Em 2016, foram realizadas 18 sessões de capacitação online do Britannica Escola, com 163 participantes. No mês de março, 40 participantes concluíram os treinamentos nas três sessões realizadas.

Britannica Escola
O portal Britannica Escola é uma parceria da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC) com a Encyclopædia Britannica uma das mais conhecidas e conceituadas editoras do mundo. Acessando a interface da Britannica Escola, alunos e professores poderão utilizar, durante o processo de aprendizado, ferramentas de ensino e recursos multimídia disponíveis no portal, como artigos de enciclopédia, imagens e vídeos, atlas do mundo, biografias, notícias diárias voltadas para as crianças, recursos interativos de geografia, jogos interativos, entre outros. O portal é todo em português e gratuito.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Divulgado resultado de seleção de propostas de parcerias universitárias com a França

ter, 11/04/2017 - 14:41

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta terça-feira, 11, o resultado da seleção do Edital n°24/2016, referente ao programa Brafitec.

Foram selecionados 16 projetos de parcerias universitárias em especialidades de Engenharia, exclusivamente em nível de graduação, para fomentar o intercâmbio entre Brasil e França e estimular a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento mútuo de créditos obtidos nas instituições participantes.

Benefícios
Às propostas selecionadas estão previstos recursos para missões de trabalho, missões de estudo e materiais de custeio.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Sai o resultado da avaliação de propostas de cursos novos de pós-graduação stricto sensu

seg, 10/04/2017 - 20:21

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulga nesta segunda-feira, 10, os resultados da apresentação de propostas de cursos novos (APCN) acadêmicos e profissionais.

As propostas de cursos novos, após avaliação pelas respectivas áreas, foram analisadas durante a 170ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), realizada de 27 a 31 de março de 2017, em Brasília.

As notas publicadas na listagem “Primeira Análise no CTC-ES” estão sujeitas a alteração, em decorrência do período previsto na Portaria 91/2015 para pedido de reconsideração.

Finalizado o prazo para envio dos pedidos de reconsideração, a documentação correspondente dos programas de pós-graduação (PPG) recomendados pela CAPES será encaminhada ao Conselho Nacional de Educação (CNE) para que este órgão delibere sobre a autorização e o reconhecimento do programa de pós-graduação (PPG), com posterior homologação do ministro da Educação, conforme o estabelecido pela legislação vigente.

As fichas com os pareceres encontram-se disponíveis na Plataforma Sucupira (acesso mediante senha) apenas às instituições proponentes. Solicita-se atenção para o roteiro de acesso às propostas nesta Plataforma.

Acesse aqui os resultados de APCN.

(CCS/CAPES)

Categorias: Pesquisa

Plataforma de treinamentos é atualizada e oferece novas funcionalidades

seg, 10/04/2017 - 14:45

No último mês, a plataforma do serviço de Conferência Web – Mconf – passou por uma manutenção evolutiva. A ferramenta, oferecida pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), é utilizada desde 2016 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para que os usuários do Portal de Periódicos tenham acesso à capacitação online da biblioteca virtual.

Segundo Rodrigo Azevedo, analista da RNP, a atualização foi necessária para atualizar a versão do componente na qual a sala virtual de conferência web é executada. Neste processo, novas funcionalidades foram acrescentadas à ferramenta. “Nenhum mecanismo da antiga versão foi removido, mas algumas funcionalidades foram evoluídas. Creio que o recurso de enquetes é a grande novidade desta versão, além de um compartilhamento de tela mais simples e eficiente”, destaca Azevedo.

O público do Portal de Periódicos tende a usufruir dos avanços durante a participação nos treinamentos online. “Com a atualização, o MConf ganha melhor qualidade na reprodução das gravações, compartilhamento de tela com maior qualidade, melhorias no áudio e no vídeo e estabilidade geral do sistema”, confirma o analista da RNP.

Entre as evoluções do serviço disponibilizadas na nova versão estão:

- Introdução do Mconf-Deskshare, compartilhamento de tela nativo do Mconf;
- Enquetes em tempo real: possibilidade de interagir com os participantes da reunião enviando uma enquete durante a apresentação;
- Melhorias na estabilidade e recuperação de erros nas notas compartilhadas;
- Novo reprodutor de gravação;
- Introdução do recurso de Forward Error Correction (FEC), que provê maior qualidade em redes deterioradas.

Com a implantação do Mconf-Deskshare, a limitação dos navegadores que não têm suporte para o Java está resolvida. “É muito importante instalar o Mconf-Deskshare (disponível neste link) com antecedência. Se o usuário instalar durante a aula, pode perder minutos preciosos da apresentação”, sugere Rodrigo Azevedo. Além disso, a RNP continua recomendando o uso dos navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox e Opera.

Em caso de dúvidas sobre o MConf, os usuários podem entrar em contato com o Service Desk da RNP pelo e-mail sd@rnp.br.

Para mais informações sobre os treinamentos online do Portal de Periódicos e inscrições, clique Portal de Periódicos.

Portal de Periódicos
O Portal de Periódicos da CAPES é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional. Ele conta com um acervo de mais de 38 mil títulos com texto completo, 134 bases referenciais, 11 bases dedicadas exclusivamente a patentes, além de livros, enciclopédias e obras de referência, normas técnicas, estatísticas e conteúdo audiovisual.

O Portal foi criado tendo em vista o déficit de acesso das bibliotecas brasileiras à informação científica internacional, dentro da perspectiva de que seria demasiadamente caro atualizar esse acervo com a compra de periódicos impressos para cada uma das universidades do sistema superior de ensino federal. Foi desenvolvido ainda com o objetivo de reduzir os desnivelamentos regionais no acesso a essa informação no Brasil. Ele é considerado um modelo de consórcio de bibliotecas único no mundo, pois é inteiramente financiado pelo governo brasileiro. É também a iniciativa do gênero com a maior capilaridade no planeta, cobrindo todo o território nacional.

Acesse o Portal de Periódicos da CAPES.

(Com informações do Portal de Periódicos)

Categorias: Pesquisa